sexta-feira, 14 de julho de 2017

NOWO, é justo?




NOWO é a imagem de marca relativamente nova que veio dar algum "ar fresco" às ofertas de serviços de TV, Internet, Telefone fixo e telemóvel personalizadas (à medida de cada cliente, como que uma oferta que se agrega por "módulos") só contratando aquilo que realmente lhe faz falta e...a um preço muito acessível!


No meu caso em particular tenho uma Internet 100 Mbps por cabo coaxial (sem razão de queixa) por 19,99 euros, com um cartão de Telemóvel de 2.000 min ou sms e 2GB por 7 euros certos e a operadora ainda me disponibiliza 33 canais analógicos como oferta! E com 12 meses de contrato!!
É uma oferta irrecusável e não olho para mais nenhuma oferta. Mas é realmente "justo"?


Vai agora fazer um ano que já tenho o serviço e já tive 3 vezes interrupções, uma dela por 2 dias (e logo quando ia dar jogos de futebol importantes que é quando me chateia mais...).
Sem contar com o início de utilização do serviço em que quase todos os dias, à hora do almoço, ficava sem serviço e voltava passados um par de horas!
Dessas 3 vezes nunca me souberam realmente explicar o que aconteceu...

E o que é NOWO é que nunca tive de pagar as deslocações dos técnicos - 40 euros segundo o assistente da linha - mas tenho de pagar as chamadas para a linha de apoio tal como qualquer operador de telecomunicações cobra
 Mesmo assim prefiro pagar a chamada que a deslocação do técnico.


E hoje surge a notícia que esperamos que seja mentira...
"NOWO DEVE DOIS MILHÕES DE EUROS AO INSTITUTO DO CINEMA E AUDIOVISUAL."

E isto para não mencionar que é neste momento o operador com menos clientes (5,5%) e com mais reclamações, cerca de 7,1%.

 O barato sai caro?
Mas mesmo assim talvez prefira ter estes problemas com um serviço barato, poupando, que pagar mais por um serviço com outro tipo de problemas.

Em pleno século XXI em que o emprego deixou de ser algo garantido, o preço a pagar por estes serviços e o tempo de contrato são dos aspectos que passei a valorizar mais, desde que o serviço funcione.

Sem comentários: